Paulo Coelho é um dos autores mais vendidos e influentes no mundo de hoje. Os seus livros – intitulado O Alquimista, A Peregrinação, As Valquírias, Junto ao Rio Piedra Eu Sentei-me e Chorei, A Quinta Montanha, Veronika Decide Morrer, Guerreiro da Luz e Outros – venderam mais de 52 milhões de exemplares em 117 países e foram traduzidos em 41 línguas. Membro da prestigiosa Academia Brasileira de Letras, Coelho também recebeu muitos prêmios, incluindo o Chevalier de l’Ordre National de la Légion d’Honneur (França 1999) e o Crystal Award (World Economic Forum 1999).

“Perceber o destino de uma pessoa é uma obrigação.”

Extraído de O Alquimista

O encantador romance do Coelho, intitulado O Alquimista, inspirou um seguimento devoto em todo o mundo e esta edição do décimo aniversário com uma nova introdução do autor, só vai aumentar esse seguimento. Esta história, deslumbrante na sua poderosa simplicidade e sabedoria inspiradora, é sobre um pastor andaluz chamado Santiago, que viaja da sua pátria em Espanha para o deserto egípcio em busca de um tesouro enterrado nas pirâmides.

Durante o caminho, ele encontra uma mulher cigana, um homem que se diz rei, e um alquimista – todos eles apontam Santiago na direcção da sua busca. Ninguém sabe o que é o tesouro, ou se Santiago será capaz de superar os obstáculos ao longo do caminho. Mas o que começa como uma viagem para encontrar bens mundanos, transforma-se numa descoberta dos tesouros encontrados no seu interior. Exuberante, evocativa e profundamente humana, a história de Santiago é um testemunho eterno do poder transformador dos nossos sonhos e da importância de ouvir os nossos corações.

“Paulo Coelho conhece o segredo de

alquimia literária.”

Kenzaburo Oe, Prémio Nobel de 1994

em literatura

“Uma fábula sábia e inspiradora sobre o

pilgrimage that life should be.”

M. Scott Peck, M.D., Autor de

The Road Less Travelled

É o conto de Santiago, que parte numa busca a partir de sua casa para ver o mundo. O jovem rapaz, cuja missão o leva através dos continentes para encontrar o Alquimista, está na verdade procurando a si mesmo e uma causa para esse eu.

O Alquimista pode ser considerado como um texto simbólico como Coelho, ele próprio, afirma no prefácio do romance: “Descobri que a linguagem simbólica, que tanto me irritou e confundiu, era a única forma de chegar à ‘alma do mundo’ ou ao que Jung chamou de ‘inconsciência colectiva’. Descobri a lenda pessoal e os sinais de Deus, verdades que minha mente racional havia se recusado a aceitar por causa de sua simplicidade. Descobri que realizar a obra-prima não é obra de uns poucos, mas de todo ser humano à face da terra”

O título do romance é muito simbólico porque ‘Alquimista’ significa a “arte de transmutar metais”. Isto é, tanto uma filosofia como uma prática antiga focada na tentativa de transformar metais de base em ouro. À medida que avançamos na história, descobrimos que Santiago passa, mais ou menos, pelo mesmo processo, e alcança sabedoria e maturidade. Em resumo, sua personalidade e vida se transforma completamente como a de um metal, que passa pelo processo da alquimia.

A viagem no romance é simbólica de exploração, aventura, descoberta, sabedoria e espiritualidade. A viagem, cheia de símbolos e mitos, é uma declaração de riqueza pessoal e a busca de seguir os sonhos de cada um. Mas encontrar neles o significado da própria existência, seu próprio Deus pessoal, a semente no fundo que faz da vida uma causa digna de ser vivida.

Ser capaz de observar e ler ‘presságios’ é um símbolo chave em todo o livro. Por exemplo, Santiago reconhece o buraco em sua bolsa no qual Urim e Thummin caíram em Tânger como um presságio, porque tinha prometido ao velho rei que tomaria suas próprias decisões e não deixaria que as pedras o fizessem por ele. Em seguida, o comerciante de cristais de Tânger reconhece a presença de Santiago na loja como um presságio, à medida que dois clientes entram e que ele limpa os cristais para ele. Santiago descobre mais tarde que ir para o deserto foi um bom presságio, pois conseguiu encontrar Fátima – o seu amor. Santiago também lê presságios no voo de dois falcões e tem a premonição de um ataque ao oásis, como está no deserto do Saara. Além disso, disse um dia o inglês: “Tudo na vida é um presságio”, por isso, os bons e maus presságios desempenham um papel fundamental no desvendar do destino de Santiago ao longo do romance.

Mais ainda, Coelho retratou personagens agindo como símbolos significativos no romance. O próprio personagem de ‘Alquimista’ não é apenas um simples ser humano comum, mas sim um Wright simbólico – o homem, que compreende a si mesmo, o mundo e a religião. Ele simboliza a realização espiritual e a compreensão da alma do mundo.

Santiago simboliza uma verdade simples da vida que deve ser tomada como uma jornada na qual precisamos estabelecer nossas prioridades. E devemos ser capazes de sacrificar os ganhos materiais para alcançar a maturidade, espiritualmente e o conhecimento. Por exemplo, ao longo do romance, o menino teve várias oportunidades para desistir de sua jornada e se estabelecer, mas preferiu continuar, já que queria entender o universo através de uma comunicação em primeira mão com ele. Este envolvimento da sua alma com os elementos da sua natureza transformou-o numa pessoa digna das religiões.

O inglês quis explorar os mistérios do universo através da ciência e dos livros. Assim, Coelho simbolizou-o como o homem da Europa, um mestre em ciência e conhecimento. Ele representa os avanços científicos e tecnológicos do Ocidente. É por isso que ao longo do romance ele prefere ler os livros e praticar, em vez de ter comunicação em primeira mão com os elementos da natureza.

A ‘pedra filosofal’ é uma substância alquímica lendária supostamente capaz de transformar metais de base, especialmente chumbo, em ouro. Também se acreditava por vezes que era o elixir da vida, que é útil para alcançar a imortalidade. Assim, a pedra era o símbolo central da terminologia mística da alquimia, simbolizando perfeição, iluminação e bem-aventurança celestial. Este símbolo tem sido usado no romance não só para destacar a conquista de Santiago pela maturidade e conhecimento, mas também para afirmar o fato de que quem tem alguma abordagem materialista na conquista do elixir da vida nunca poderá ganhá-lo.

A ‘lenda pessoal’ é uma razão do ser humano para viver. Tudo no mundo tem uma lenda pessoal. Ao alcançar a lenda pessoal, eles acrescentam à alma do mundo, a pureza do mundo. A lenda do rapaz é óbvia, que é encontrar o seu tesouro nas pirâmides egípcias.

O alquimista cumpriu as suas lendas pessoais que se tornariam um verdadeiro alquimista e realizariam a obra-prima. A lenda do comerciante de cristais é visitar Meca, e a lenda da Tarifa Baker é viajar pelo mundo. A lenda pessoal de uma pessoa surge na infância e nunca se pode encontrar a verdadeira felicidade sem cumpri-la. Então a lenda de Santiago o leva ao seu tesouro quando ele escolhe adquiri-lo, e o alquimista para se tornar o alquimista mais cultivado do mundo. Enquanto outros, como Tarifa Baker e o comerciante de cristais, optam por ignorar as suas lendas e assim moldar a sua vida para sempre.

Alchemy neste romance é o símbolo que se refere a toda a viagem, que um homem se compromete a alcançar o tesouro no final. Não é apenas o ganho material, mas também o ganho espiritual. Assim, Alquimista no romance é a pessoa, que já passou por todas as dificuldades da vida e alcançou seus tesouros,

Este desenvolvimento em sua personalidade pode ser visto em muitos lugares no romance; ele sempre permanece tão calmo em todas as situações, não importa o quanto seja perigoso. Ele não está muito preocupado com a disponibilidade de alimentos, ou mesmo não se importa com a perda de dinheiro ou ouro e nem mesmo com a sua vida. Porque ele aprendeu que se estamos determinados e decidimos avançar em nossa vida, nada mais importa – nem qualquer obstáculo ou qualquer perda!

A sua atitude indiferente em relação ao ganho apenas materialista também pode ser observada pelo fato de que, embora ele possua tanto a pedra filosofal quanto o elixir da vida, mas ele não os usa para fins materialistas porque não é importante para ele.

A importância do caráter do alquimista no romance e na vida de Santiago pode ser observada pelo fato de que sua entrada chega a um ponto em que Santiago já passou por muitos obstáculos e cobriu metade de sua jornada. Simbolicamente, o Alquimista foi uma espécie de ajuda divina para ele, o que dá uma mensagem de que Deus só ajuda aqueles que estão verdadeiramente determinados.

Sem a ajuda do Alquimista, ele não poderia ter avançado. Mas ele o ajudou porque estava ansioso por aprender e ter sucesso, ao contrário do inglês, que queria descobrir tudo através do conhecimento adquirido com os seus livros. No entanto, Santiago queria descobrir tudo através da observação e da experiência. Por isso o guiou e lhe ensinou muitas lições, como a vida atrai a vida e para entender a vida devemos aprender línguas do mundo inteiro e de todos os seres. Ele também lhe ensinou que o amor não é um obstáculo, mas força para avançar e que temos que fazer alguns sacrifícios na vida para chegar ao nosso destino. Mas não devemos ter pena da sua perda, porque no final, o sucesso é mais importante e vamos ter tudo de volta, pois vamos chegar ao nosso destino.

Isso também mostra a importância estrutural do caráter do alquimista no romance. Foi só por sua orientação que Santiago foi capaz de aprender a se comunicar com a natureza; sua confiança cresceu e percebeu no final que dar ouro para proteger sua vida não é um grande negócio. Finalmente, ele foi capaz de alcançar o seu verdadeiro tesouro, tanto material como espiritual. Esta conquista só se tornou possível graças à orientação do alquimista. Uma citação relacionada do romance diz: “Ele foi capaz de alcançar o tesouro de seu destino vivendo seu destino”.

Para resumir, podemos dizer que, juntamente com outras técnicas, o escritor retratou maravilhosamente todos os seus personagens, dando um significado simbólico a cada um deles. Por isso é através da caracterização que o leitor entende os temas, símbolos e presságios deste romance.

O Alquimista é um romance emocionante que explode de optimismo; diz-lhe que tudo é possível desde que você realmente queira que aconteça. Como é dito no romance: “Quando você realmente quer algo, o universo inteiro conspira sempre a seu favor.”

n Contribuição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.